»Home »Notícias: Notícias apdi

NOTÍCIAS

NOTÍCIAS APDI

Diagnóstico na DII

18-02-2020

O número de casos de Doenças Inflamatórias do Intestino não pára de subir, principalmente em idades mais jovens. Estas doenças não são, regra geral, difíceis de diagnosticar. Foi com o médico Luís Correia, Presidente do GEDII, que estivemos à conversa no novo episódio de “Dar a Volta à DII”.
Neste e nos próximos vídeos vamos dar foco à Anemia uma vez que esta pode ser uma forma de apresentação da DII. O “cansaço, a fadiga, a dificuldade em realizar bem o dia-a-dia” são sinais a não perder de vista, lembra o médico. É habitual associarmos estes sintomas a um estado de stress, mas há que ter em atenção alguma palidez e emagrecimento, por exemplo.
As DII podem ter manifestações extraintestinais e muitas vezes o primeiro diagnóstico pode não ser o acertado. De acordo com o médico gastroenterologista, “desde que o doente seja identificado como tendo uma doença sistémica é uma questão de tempo até que o diagnóstico seja feito”. O importante, em suma, é não desvalorizar os sintomas.
Veja tudo no nosso YouTube.

Estudo Fada dos Dentes

24-01-2020

O estudo da exposição na infância a determinados compostos realizado pela Dra. Joana Torres, investigadora na área da Doença Inflamatória do Intestino (DII), pretende perceber, através dos dentes de leite, se na DII existem exposições distintas durante as fases precoces de desenvolvimento. Apesar de as causas da doença serem desconhecidas, alguns estudos sugerem que os fatores ambientais e determinadas exposições em fases precoces da vida possam ter um papel na génese da DII.
Recorrendo a tecnologias com laser é possível avaliar a matriz dos dentes de leite e perceber possíveis associações entre exposições nestas fases do desenvolvimento e associação com doenças. Assim sendo, basta que sejam doados dentes de leite. Se estiver interessado, responda aqui ao questionário.

Alimentação e DII

21-01-2020

A ligação entre a alimentação e o surgimento da Doença Inflamatória do Intestino (DII) não está provada com evidência científica. Ainda assim, uma alimentação equilibrada é importante para todas as pessoas e sobretudo para as crianças e jovens em fase de crescimento. As pessoas com doença de Chron ou Colite Ulcerosa não têm de fazer uma dieta específica, exceto quando a doença está ativa para que a recuperação seja mais rápida.
Estivemos à conversa com a nutricionista Carla Guimarães que sublinha que quando a doença se encontra controlada (sem sintomas) um doente com DII pode comer de tudo, isto é, todos os alimentos que façam parte de uma alimentação saudável. Numa fase em que a doença esteja ativa alguns alimentos podem agravar os sintomas e aí poderá haver necessidade de alterar a dieta. Porém, cada pessoa é uma pessoa e a dieta tem de ser adequada a cada um, devendo o doente consultar sobre esse tema um profissional de saúde especializado em DII. 
No geral, a nutricionista da APDI recomenda sempre uma alimentação saudável para evitar crises. Isso significa a ingestão de fruta, legumes e cereais integrais. Devem ser deixados de lado os açúcares, as gorduras saturadas e os alimentos processados.
Todas as dicas para ver e anotar no novo vídeo do canal de YouTube da APDI.

Os custos com a DII

16-01-2020

Estamos a realizar um estudo sobre o Custo e Carga da Doença inflamatória intestinal (DII) em Portugal. O estudo está a ser executado pela IQVIA, consultora especializada na área da saúde.

Neste contexto foi desenvolvido um questionário para o doente, com o objetivo de recolher informação que permita efetuar uma caracterização do custo e carga do doente com DII no Sistema de Saúde, sendo identificados os diferentes recursos que este vai consumindo ao longo do seu percurso. Esta informação permitirá aos diferentes envolvidos esclarecer e alertar para a relevância da doença no contexto Nacional em termos do seu impacto clínico e económico, pelo que a sua participação é muito relevante!

Participe respondendo ao questionário aqui.
Tempo previsto de resposta: 5 minutos

Informamos que as suas respostas e qualquer informação pessoal recolhidas no âmbito do presente estudo serão processados de forma agregada, anonimizada e totalmente confidencial com o propósito único de proceder à gestão da sua participação no mesmo.
Desde já agradecemos a sua colaboração.

Os Exames na DII

18-12-2019

Existem exames a que uma pessoa com Doença Inflamatória do Intestino não pode escapar. Mas quais? E com que regularidade? Explicamos tudo em mais um episódio de "Dar a Volta à DII", desta vez com a ajuda da médica gastrenterologista Liliana Carvalho.
Além de análises sanguíneas e análises de fezes, são muitas vezes pedidos TACs e ressonâncias magnéticas. Os exames endoscópicos, aqueles que causam habitualmente mais ansiedade,  são também essenciais e devem ser bem preparados.
Veja aqui o vídeo completo.