»Home »Notícias: Notícias apdi

NOTÍCIAS

NOTÍCIAS APDI

Semana Digestiva

07-06-2017

Os cuidados de saúde em debate

Presidente da APDI

Participa na Semana Digestiva

Ana Sampaio, presidente da APDI, participa amanhã, dia 8 de Junho, às 9h, na conferência “Uma nova gestão para medir cuidados de saúde?”, integrada no Congresso da Semana Digestiva, que tem lugar no Algarve, até ao próximo dia 10 do mês em curso. 

Juntamente com Ana Sampaio vão estar no referido debate Isabel Vaz, administradora do Grupo Espirito Santo Saúde (ESS) que apresenta a visão do prestador; Marta Temido, presidente da ACSS, que vai centrar a sua intervenção na perspetiva da governação; António Vaz Carneiro, presidente do CEMBE, que vai responder à pergunta: ‘Mudar o ensino médico?’; o cirurgião Rui Maio vai explicar o que é o PROM e o PREM e Ana Sampaio vai dar a perspetiva de qualidade dos doentes. O debate tem como moderadores Isabel Pedroto, presidente da APEF, e Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos.

A presença e participação da presidente da APDI neste encontro é de extrema importância para todos os doentes com doença inflamatória do intestino, uma vez que é a voz de todos nós que vai estar presente no congresso.

A Semana Digestiva é o fórum por excelência das sociedades científicas, onde é analisado o estado da arte no que se refere às patologias do aparelho digestivo – entre as quais as DII - que afetam milhares de portugueses.


Workshop APDI

06-06-2017

RELAÇÃO MÉDICO-DOENTE NA DOENÇA INFLAMATÓRIA INTESTINAL


Workshop junta profissionais de saúde e doentes na Escola Nacional de Saúde Pública

No âmbito do Dia Mundial da Doença Inflamatória do Intestino – que se comemorou a 19 de Maio em todo o mundo - realizou-se no passado sábado, 20 de Maio, o 1º Workshop organizado pela APDI  - Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino. Este encontro, que teve lugar na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) juntou 30 pessoas entre médicos, doentes, enfermeiros, farmacêuticos hospitalares, nutricionistas e psicólogos.

O tema escolhido reflete bem a preocupação dos doentes com DII, uma vez que as doenças inflamatórias do intestino _ Crohn e Colite Ulcerosa - têm vindo a aumentar consideravelmente entre os portugueses, estimando-se já em 15 mil os pacientes que são vitimas destas patologias, caracterizadas por períodos de remissão e, também, de agudização intensa que muitas vezes leva a internamentos longos e a cirurgias.

Por outro lado, estas patologias aparecem em idades ativas – crianças, jovens e jovens adultos – o que leva a questionar as relações com os profissionais de saúde, uma vez que são doenças crónicas, por vezes incapacitantes e psicologicamente intensas e desgastantes.

A APDI pretende apresentar os resultados deste 1º workshop no Congresso da APDI – que se realiza em 18 de novembro, no Porto - mas uma das principais conclusões do encontro é que os doentes com DII são especiais pois necessitam de um acompanhamento multidisciplinar, envolvendo especialidades tao diferentes como a gastrenterologia, a cirurgia, a dermatologia, a reumatologia, entre outras. A parte da enfermagem, nutrição, psicológica e de exercício físico estiveram igualmente em destaque neste encontro, uma vez que o doente com DII necessita igualmente de apoio a todos estes níveis, mas com profissionais esclarecidos e que conheçam as patologias em causa, exigindo-se uma abordagem correcta e enquadrada em conhecimentos científicos.

No workshop da APDI foi também referida a obrigatoriedade do doente com DII ser um donte esclarecido e conhecedor da sua patologia, uma vez que ela é diferenciada e especial. Em todo o caso, foi salientado pelos gastrenterologistas presentes que o paciente com DII -por ser jovem, trabalhador e dinâmico -  é um doente atento à doença e que quer saber mais e mais sobre o que tem pela frente. Este doente, foi ainda referido, regra geral já não utiliza a frase “o doutor é que sabe o que fazer”, mas, “pelo contrario, questiona opções e pede explicações”.

 Em todo este processo, foi apontado como parte negativa e problemática – por doentes e profissionais de saúde – a falta de tempo do pivot clinico – o gastrenterologista – para ouvir e explicar as decisões ao doente


Ministro da Saúde recebeu APDI

05-06-2017

Cartão de Estacionamento Temporário vai ser analisado pelo Governo

O Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, recebeu no passado dia 18 de Maio uma delegação da Associação Portuguesa da Doença Inflamatória do Intestino- APDI,  composta por Ana Sampaio, presidente APDI; representante da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia; doente membro da associação  e Marina Caldas, madrinha da APDI .

Neste encontro mereceu particular destaque a pretensão da APDI relativamente à criação de um cartão específico, de estacionamento temporário, que possibilite o acesso rápido e gratuito dos doentes, sempre que necessário, a estacionamentos e a estabelecimentos comerciais para utilização da respetiva casa de banho, o que não acontece atualmente, apesar de ser prática usual em diversos países da União Europeia (UE).

O ministro da Saúde, que se fez acompanhar por Marta Temido, presidente da ACSS, reconheceu a importância do Cartão de Estacionamento Temporário, embora tenha salientado que a decisão não depende do seu ministério, mas sim do Ministério da Administração Interna.

A APDI referiu que tem sido difícil encontrar um interlocutor para o processo – por ninguém saber, concretamente, para onde e a quem dirigir o pedido – pelo que o ministro da Saúde se prontificou a, ele próprio, fazer chegar à sua colega da Administração Interna a proposta e o projeto em causa, assim que a APDI o entregar no seu gabinete.

As doenças inflamatórias do Intestino (DII) têm períodos de agudização caracterizados por diarreias complicadas, dores abdominais intensas e hemorragias (entre outras). O que a APDI pretende é que o doente, sempre que esteja em situação de crise possa ter acesso, rapidamente ao estacionamento temporário e à utilização de uma casa de banho, em locais públicos. Neste sentido, a APDI conta com o apoio das associações de comerciantes do Porto e de Lisboa, assim como do Automóvel Clube de Portugal (ACP).

No encontro que decorreu no Ministério da Saúde, foram ainda analisadas outras questões que a APDI considera relevantes, como o facto de os doentes com Doença de Crohn e com Colite Ulcerosa que necessitam de medicamentos biotecnológicos serem os únicos que não os podem adquirir em estabelecimentos de saúde privados, mas apenas nos hospitais do SNS. Ana Sampaio explicou a Adalberto Campos Fernandes que, neste caso, se tratava “de um problema de equidade, uma vez os doentes com DII estão a ser penalizados ao contrario de outros, com outras patologias, que necessitam do mesmo medicamento”.

O ministro da Saúde, por seu lado, referiu que é difícil mudar tudo o que está errado e que na atual conjuntura política há que ter em conta a necessidade de conter despesa, pelo que pediu à responsável da ACSS para que avaliasse a situação.


Dia Mundial da DII

19-05-2017

Dia 19 de maio comemora-se o Dia Mundial da Doença Inflamatória Intestinal. 


Sob o lema “Unir forças para tornar o invisível visível”, a APDI realiza ações através das quais pretende fazer chegar conhecimentos sobre a realidade da doença à população portuguesa, no sentido de alertar para duas patologias que sendo crónicas, e atingindo já mais de 15 mil portugueses – a maioria dos quais em idades produtivas - são também incapacitantes e complicadas de gerir no dia-a-dia, principalmente nos momentos de crise.

"O Dia Mundial da DII é muito importante para nós, porque nos organizamos para chegar à comunidade global e destacar as lutas diárias e impacto da doença sobre os 5 milhões de pessoas que vivem com DII, incluindo mais de 3 milhões de pessoas na Europa", diz Martin Kojinkov, Presidente Da Federação Europeia de Associações de Crohn e Colite Ulcerosa (EFCCA). "É realmente surpreendente ver o apoio e a participação de tantas cidades e cidadãos se unindo em nossos esforços para tornar visível o invisível".


Neste sentido, e seguindo diretrizes da Federação Europeia de Associações de Chron e Colite Ulcerosa (EFCCA) o Cristo-Rei, em Almada, ficará iluminado neste dia de cor púrpura- tal como em 2016, a partir das 20h30 .


#worldibdday2017 #unitedwestand2017

Hino APDI

24-04-2017

Conhece o nosso hino?


Pode ouvi-lo aqui